Uso do milheto como pastagem ou cobertura de solo

17/03/2017 12:15

O milheto (Pennisetum glaucum) é uma gramínea cespitosa proveniente da África  e tem amplo uso nas áreas de Cerrado no Brasil. É uma planta anual, de porte alto (média de 1,8 a 3m), bom perfilhamento e rebrota, desenvolvimento uniforme e produção de até 2 toneladas de sementes por hectare.

Por que o milheto é uma boa opção?

Tendo em vista o atual cenário das pastagens brasileiras, que são subutilizadas, o milheto é uma ótima opção. Quando sob pastejo, apresenta cerca de 24% de proteína bruta, possui ótima palatabilidade e não tem elementos antinutricionais aos animais em qualquer estágio vegetativo.

A semeadura dessa forrageira pode ser em linha ou a lanço, utilizando de 15 a 20kg de sementes por hectare, o que varia de acordo com a sua pureza e germinação. Na semeadura a lanço, deve-se usar 20% a mais de sementes do que na em linha, por essa ser mais eficiente devido a possibilidade de correta profundidade de semeadura (2 a 4cm) e espaçamentos uniformes (25cm na entrelinha).

O milheto apresenta rápido crescimento, podendo-se iniciar o pastejo cerca de 45 dias após a semeadura. O crescimento rápido favorece outro tipo de manejo: utilização do milheto na reforma de pastos.

Milheto Nutrição Animal

Ele deve ser feito com a semeadura concomitante de milheto e a forrageira que se quer reformar (normalmente do gênero Brachiaria). Dessa forma, o milheto já poderá ser pastejado enquanto a braquiária ainda estiver em estágio pouco produtivo, utilizando o solo de uma forma melhorada.

O período de pastejo pode variar de 30 a 150 dias, mas é sempre bom lembrar que ele será muito mais produtivo em sistema rotacionado, com cerca de 22 dias de descanso.

O milheto tem se destacado, também, como cobertura de solo, em consequência ao grande avanço do uso do plantio direto. Devido ao clima tropical, manter a cobertura do solo é um desafio constante para os agricultores que utilizam essa técnica.

Por isso, para ser usada para cobertura do solo com qualidade, a cultura deve preencher alguns pré-requisitos: 

*boa produção de matéria seca;
*sistema radicular profundo e vigoroso;
*não infestar áreas;
*fácil manejo;
*baixo uso de insumos;
*crescimento rápido;
*responder bem aos efeitos climáticos da entressafra.

O milheto possui todos esses atributos, criando uma camada espessa de matéria verde, que fornecerá nutrientes para a cultura subsequente, elevará o teor de matéria orgânica, protegerá o solo e servirá como impedimento mecânico à emergência do banco de sementes de plantas daninhas presente no solo.

Quais as vantagens do milheto?

Plantio Milheto

As vantagens do uso do milheto são diversas, e embora haja uma certa competição de melhor forrageira entre milho, milheto e sorgo, cada um apresenta uma necessidade diferente, e cabe ao agricultor conhecer as características de cada espécie para tomar a melhor decisão.

Dentre as vantagens do milheto está a profundidade de suas raízes, que podem chegar a até 5 metros. Esse fator é benéfico porque elas auxiliam no processo de aeração do solo, deixando-o adequado do ponto de vista físico, além do alto teor de matéria orgânica.

Um segundo fator referente às raízes é a capacidade de buscar nutrientes em profundidade e trazê-los para camadas mais superficiais - logo, os investimentos em adubação se tornam menores. Devido à profundidade das raízes, o milheto também é capaz de suportar melhor períodos de estiagem, pois elas conseguem buscar umidade, tornando-o muito mais competitivo quando plantado em entressafra.

Além de todos esses fatores positivos, o milheto ainda apresenta um plus: auxilia no controle de nematoides. Algumas cultivares de milheto não são hospedeiras de nematoides (tanto o causador de galhas (Meloidogyne), quanto o nematoides das lesões (Pratylenchus) - que costumam se hospedar nas culturas de verão).

Dessa forma, por não encontrar alimento, a população de nematoides cai drasticamente, anulando danos econômicos. Portanto, para áreas que sofrem com essa praga, e aquelas não infestadas, o milheto é uma ótima opção, tanto para pastagem, quanto para cobertura de solo. 

E então, ficou com alguma dúvida? Escreva pra gente pelos comentários e até a próxima.