Produção de silagem de milho ensacada - Como fazer?

02/03/2018 14:06

Silagem EnsacadaO sistema de produção pecuária no Brasil é conhecido por apresentar dois períodos de produção distintos: o período das águas, onde a oferta de forragem é abundante e os animais são alimentados quase que exclusivamente a pasto; e o período da seca, onde a disponibilidade de forragem através das pastagens é bastante reduzida.

Desta forma, alternativas para tratar dos animais na época seca precisam ser colocadas em prática para garantir o ganho de peso dos animais ou pelo menos sua manutenção.

A silagem é o produto resultante do processo de ensilagem. E assim, a ensilagem é o processo de fermentação controlada de uma forrageira que foi previamente triturada, passou por compactação e armazenada na ausência de oxigênio em estruturas chamadas de silos.

É uma das formas mais comuns de fornecer volumoso de qualidade aos animais. Sua produção é relativamente fácil e pode ser feita pelo próprio produtor, o que reduz os custos de produção. A silagem de milho se destaca por ser bem aceita pelos animais e apresentar elevada qualidade nutricional.

Existem diversas formas de armazenamento da silagem e o tipo de silo a ser escolhido vai depender de fatores econômicos, formas de uso, disponibilidade de espaço na propriedade, entre outros.

Cada tipo de silo tem vantagens e desvantagens, principalmente em relação ao custo de construção e ao desempenho na conservação da silagem. Atualmente, os tipos mais comuns são os silos de superfície e os silos trincheira. No entanto, nos últimos tempos, uma forma diferente de armazenamento vem se destacando, que é a silagem ensacada.

A silagem de milho ensacada tem como vantagem que o silo pode ser preparado no próprio campo, em unidades independentes, que podem ser transportadas para diferentes locais e permite a comercialização da silagem para outros pecuaristas. Como pontos críticos, apresenta baixo rendimento operacional, maior risco de perda na estocagem e maior utilização de plástico.

Como fazer silagem de milho ensacada?

O processo de ensilagem começa pela colheita do milho no ponto ideal, com 30 a 35% de matéria seca, aspecto de grãos farináceos. Neste estádio de desenvolvimento, a planta apresenta características que favorecem a ensilagem, como maior facilidade para compactação no silo, maior disponibilidade de açúcares para fermentação, entre outras.

Um indicativo indireto da fase ideal de colheita do milho para silagem é por meio da avaliação da “linha do leite”. É uma linha branca que atravessa o grão e diminui a cada dia, conforme ocorre a deposição do amido no grão. O ponto ideal se caracteriza quando a parte dura da linha de leite está na metade do grão. Para isso, recomenda-se abrir uma espiga no campo e apertar com a unha. Nesta fase, o grão se apresenta pastoso a farináceo mole e a planta tem folhas da base secas e sua espiga de coloração amarelada. É importante ter em mente que se colhida fora do ponto ideal, o excesso de umidade prejudica a qualidade da silagem.

Normalmente, a colheita é feita com ensiladeiras que apresentam um rendimento operacional em torno de 10 toneladas por hora. Pequenos produtores podem optar por terceirizar esta etapa, alugando esta máquina, o que se torna mais viável economicamente. A ensiladeira deve estar bem regulada e as facas bem afiadas, para garantir um corte homogêneo da planta, com partículas no tamanho entre 6 a 10mm. O tamanho da partículas não pode ser muito grande, pois dificulta a compactação da silagem e acarreta problemas na fermentação.

Máquina de fazer silagem ensacada

O milho colhido com a ensiladeira deve ser transportado para uma área onde será feito o ensacamento. Existem no mercado diversos tipos de máquinas para ensacar a silagem. Essas máquinas possuem um reservatório para a silagem e assim fazem a compactação do material diretamente no saco.

São utilizados sacos de plástico para silagem de 200 micras de espessura, com volume de aproximadamente 100L e que vão resultar uma média de 50kg de silagem. Em seguida, o saco é retirado da máquina e o operador deve suspender batendo contra o chão algumas vezes para melhor compactação do material, garantindo uma maior retirada do oxigênio.

Na sequência, os sacos são fechados removendo-se o ar que se forma na parte superior e passa-se um lacre para melhor vedação. Recomenda-se guardar os sacos com a boca lacrada virada para baixo e fazer o empilhamento dos mesmos para ajudar ainda mais na compactação do material.

Quanto tempo dura a silagem ensacada?

Em geral, após 30 dias, o processo de fermentação é concluído e assim pode ser fornecido para os animais. A durabilidade da silagem ensacada é de 18 a 24 meses, o que é considerado um período longo e que permite fornecer volumoso ao rebanho durante todo o período seco do ano com certa tranquilidade.

Assim, a silagem de milho ensacada é uma alternativa viável para pequenos e médios produtores. É uma forma de se fornecer volumoso de qualidade durante o período de escassez de pastagens e ainda pode ser uma fonte alternativa de renda para pecuaristas que queiram vender o excedente da sua produção.